sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Festa da Padroeira 2012 - 1ª Noite

Na noite do ontem(29/11) começou a festa da Padroeira da nossa Catedral de Nossa Senhora da Conceição. A missa foi celebrada pelo nosso pároco Pe. Márcio, e a atração da noite ficou por conta de Inaldo e Paulo Rubens, que animaram aos que permaneceram no pavilhão com diversos sucessos.


Clique aqui e veja as demais fotos desta 1ª noite.


Veja os vídeos desta e das outras noites em nosso canal.
CANAL VÍDEOS PASCOM

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Festa da Padroeira - 2012


Para que ainda não viu esta é a camisa da Festa da Padroeira de 2012. Ela já se encontra a venda tanto na Catedral como com diversos vendedores da nossa paróquia.



Confira abaixo vídeo do nosso pároco Pe Márcio convidando a todos para a festa da nossa padroeira.

video


sábado, 24 de novembro de 2012


Igreja desbrava mares para levar o Evangelho às nações, lembra Papa

Canção Nova Notícias


Arquivo
'Também hoje a Igreja desbrava os mares para levar o Evangelho a todas as nações', destacou o Papa Bento XVI
Na manhã desta sexta-feira, 23, na Sala Clementina do Palácio Apostólico Vaticano, o Papa Bento XVI recebeu em audiência os participantes do 23º Congresso Mundial do Apostolado do Mar. Na ocasião, o Santo Padre lembrou que os que atuam neste apostolado são apóstolos fiéis da missão de anunciar o Evangelho e convidou-os a manifestar a face solidária da Igreja, que acolhe também o povo marítimo e se faz próxima a eles.


O Congresso, realizado entre os dias 19 e 23 deste mês, teve como tema: “Nova evangelização no mundo marítimo. Novos meios e instrumentos para proclamar a Boa Nova”.

“Deste modo, vós responderdes ao apelo que dirigi a todos no Ano da Fé, para “dar renovado impulso à missão de toda a Igreja ... para ajudar todos os crentes em Cristo a tornar mais consciente e a revigorar a sua adesão ao Evangelho” (Motu proprio Porta fidei, 8)”, disse o Pontífice.

Bento XVI lembrou ainda que, desde o alvorecer do cristianismo, o mundo marítimo tem sido veículo eficaz de evangelização. Os Apóstolos e os discípulos puderam andar em todo o mundo pregando o Evangelho a toda criatura (cfr Mc 16,15).

“Também hoje a Igreja desbrava os mares para levar o Evangelho a todas as nações, e a vossa extensiva presença nas escalas pontuais do mundo, as visitas que faz cotidianamente em navios atracados nos portos e a acolhida fraterna nas horas  de escala da equipe, são sinais visíveis da preocupação com quantos não possam receber uma assistência pastoral”.

E quem navega pelo mar, como lembrou o Pontífice, está submetido a situações de risco, como a ameaça da pirataria marítima ou a pesca ilegal. Dessa forma, Bento XVI ressaltou que essa vulnerabilidade deve tornar ainda mais atenta a preocupação da Igreja e estimular a assistência que ela presta àqueles que encontra nos portos ou navios ou no serviço a bordo.

O Papa dirigiu um pensamento particular aos que trabalham no setor da pesca bem como aos seus familiares. Para ele, estes, mais do que outros, “precisam encarar a dificuldade do presente e vivem a incerteza do futuro, marcado por efeitos negativos das mudanças climáticas e pela excessiva exploração dos recursos”.

Por fim, o Papa manifestou seu desejo de que, cada um dos presentes, possa redescobrir a beleza da fé, para testemunhá-la sempre com a integridade da vida. 

Cardeal do Vaticano participa de encontro sobre Juventude e Fé


Jovens Conectados 

Canção Nova Notícias


Divulgação
O evento contará com a presença do presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, Cardeal Stanislaw Rylko
A Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, da CNBB, realizará, de 29 de novembro a 2 de dezembro de 2012, em Brasília (DF), o Encontro Nacional de Assessores da Pastoral Juvenil. A temática do evento é “A Juventude no Ano da Fé” e buscará auxiliar os assessores na missão de acompanhar os jovens na educação da fé, por conta do “Ano da Fé”, proposto pelo Papa Bento XVI.

De acordo com o assessor nacional da Comissão para Juventude, padre Carlos Sávio Costa, o evento acontecerá em preparação a dois grandes momentos de 2013, voltados à juventude: a próxima Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio de Janeiro, e a Campanha da Fraternidade.


Além disso, contará com a presença do presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, Cardeal Stanislaw Rylko, do núncio apostólico no Brasil, Dom Giovanne D’Aniello, do secretário-geral da CNBB, Dom Leonardo Ulrich Steiner, e do diretor geral do Comitê Organizador Local Rio 2013 (COL Rio 2013), monsenhor Joel Portella. Também farão colocações durante o evento o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, Dom Eduardo Pinheiro, e o Arcebispo de Brasília, Dom Sérgio da Rocha.

Com o objetivo de melhor consolidar a evangelização da juventude no país por meio dos valores humanos, cristãos e éticos e de contribuir com os assessores na missão de acompanhar a juventude, participarão os responsáveis adultos das pastorais, movimentos, congregações e comunidade que trabalham com jovens.

O tema do evento foi escolhido dentro da proposta do "Ano da Fé”, convocado pelo Papa Bento XVI. “A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) faz parte do calendário para o Ano da Fé. Portanto, vemos a atenção do Papa com os jovens. Com isso, precisamos ajudar os assessores adultos que acompanham os jovens para que estes respondam ao convite do Santo Padre a respeito do Ano da Fé”, afirmou padre Sávio, ao mencionar a proposta para o período que teve início em todo mundo, no último dia 11 de outubro.

Solidariedade será marca da 6ª Caminhada pela Paz

POR: CNBB

juazeirocaminhadapaelapaz2012“Juazeiro vai viver um grande abraço coletivo e provar que as pessoas valem mais que as coisas materiais”. É o que prevê o padre José Filipe Pulpahyil, organizador da sexta edição da Caminhada pela Paz, evento que acontecerá neste sábado, 24 de novembro, em Juazeiro (BA). A concentração se dará no Parque Lagoa de Calú a partir das 18h. O ideal do evento é promover a cultura da paz entre os cidadãos do Vale do São Francisco além de apoiar projetos sociais.
Neste ano, a organização prepara uma coleta de alimentos como gesto concreto da Caminhada. “Nossos abraços devem chegar também aos irmãos mais necessitados. Por isso as ofertas da caminhada serão convertidas em cestas básicas para o projeto Natal Sem Fome”, detalha o padre José Filipe. “Os alimentos ainda poderão ser entregues na igreja do Cosminho, no bairro Alagadiço, até 20 de dezembro”.
Além disso, os caminhantes terão um desafio: “Teremos quatro momentos em que o trio elétrico vai parar durante o percurso, e aí os participantes serão convidados a abraçar outras pessoas, até completar mil abraços. O importante é a mensagem que isso traz”, explica o padre. “A cultura competitiva que nós vivemos faz com que as pessoas esqueçam que o ser humano tem valor”.
O encerramento da Caminhada será na Orla, quando serão premiados os três ganhadores do concurso de redação promovido em preparação à festa. Das centenas de textos enviados à organização, 15 foram selecionados. Os autores classificados irão desfilar no minitrio durante o evento. O ápice do movimento será a Benção do Santíssimo Sacramento, presidida pelo padre Josemar Mota, pároco da Catedral.
Edições anteriores e projetos sociais
No ano passado a Caminhada pela Paz reuniu 50 mil pessoas na Orla Nova, com transmissão ao vivo para todo o Brasil. O evento começou em 2007, com um público de 10 mil participantes. De lá para cá a iniciativa já possibilitou a concretização de vários projetos sociais como a Fábrica de Sabão ecológico Jubileu, que recolhe óleo de cozinha usado, uma Escola de Música para jovens e adultos, e um curso de computação para idosos. Os projetos funcionam na Paróquia do Cosminho.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012


Santa Sé realiza encontro virtual para discutir a Fé


Rádio Vaticano


Arquivo
“Viver e transmitir a fé nas redes sociais”, é o tema do encontro.
O Pontifício Conselho das Comunicações Sociais (PCCS) e o Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM), com o Comitê da Rede Informática da Igreja na América Latina (RIIAL), promovem um encontro virtual em nível continental, com o tema “Viver e transmitir a fé nas redes sociais”.

A finalidade do encontro é compartilhar as experiências e as iniciativas mais recentes promovidas na América Latina sobre este tema, e elaborar juntos a agenda para o próximo ano de 2013.

O encontro virtual da RIIAL será realizado no dia 23 de novembro, sexta-feira, das 16h às 19h (horário de Roma). Terá a participação do Presidente do Pontifício Conselho, Dom Claudio Maria Celli, e do Presidente do Departamento de Comunicação do CELAM, Dom Adalberto Martinez.

Tratando-se de um encontro virtual por meio do portal episcopo.net. O participante deve reservar a própria participação no endereço riial@pccs até 21 de novembro e para obter as informações sobre o acesso.

Igreja dedica dia de oração a religiosos de clausura


Rádio Vaticano


A Igreja celebra nesta quarta-feira, 21, a Jornada Pró-Orantibus, dedicada às Monjas e Monges de clausura. A vida consagrada contemplativa é uma vocação pouco conhecida e pouco compreendida, um desconhecimento existe até entre os fiéis católicos.

O objetivo da celebração deste Dia é rezar pelos religiosos e religiosas de vida contemplativa como expressão de reconhecimento, estima e gratidão pelo que representam e em agradecimento pelo rico patrimônio espiritual que seus institutos, congregações e ordens são dentro da Igreja. Outras finalidades são promover o conhecimento da vocação contemplativa; e favorecer iniciativas pastorais para valorizar a dimensão contemplativa da vida através da leitura orante da Palavra e a ativa participação litúrgica.

A Abadessa do Mosteiro de Santa Maria, beneditina Madre Escolástica, explica à Radio Vaticana o significado desta vocação.

Madre Escolástica - No fundo, a vocação monástica é a vocação de todo ser humano, que é a vocação de buscar a Deus, tendo como característica principal o ofício divino, que é o louvor de Deus, o canto gregoriano, no nosso caso. A clausura é constitucional: nós vivemos dentro do mosteiro, mas saímos para as necessidades básicas. São Bento diz Ora Et Labora. Nos saímos para comprar o que necessitamos, para ir ao médico ou ao dentista, e vivemos, sim uma vida de clausura. É necessária uma vida monástica, não existe vida de oração sem o mínimo de recolhimento. Nos levantamos às 4h30 da manhã e durante todo o dia temos 7 ofícios divinos quando cantamos. Nossa oração é o canto dos salmo, a leitura da Sagrada Escritura e dos Padres da Igreja.

Rádio Vaticano - Vivendo em clausura, as monjas podem receber visitas?

Madre Escolástica - Recebemos, sim. Não só a família. A nossa clausura não significa uma separação do mundo, mas ao contrário: temos uma comunhão com as pessoas que estão no mundo; rezamos pelo mundo. Às vezes damos orientação espiritual, as pessoas vêm se aconselhar conosco. Não há ruptura, mas o afastamento, para talvez uma melhor comunhão. Não é que o mundo está de um lado e as monjas do outro, não é isso.

Rádio Vaticano - As monjas beneditinas realizam algum tipo de obra social?

Madre Escolástica - Não. Temos catequeses. As crianças vêm ao mosteiro para a catequese da Primeira Eucaristia. Temos o grupo dos Oblatos, leigos que vivem a espiritualidade de São Bento no mundo. Uma vez por mês, eles vêm ao mosteiro e têm a formação de nossa espiritualidade. Não somos irmãs apostólicas, não temos obras de inserção em periferias e hospitais. O nosso ofício é a oração. Nossa contribuição na Igreja é a nossa oração e a nossa orientação espiritual a quem nos procura aqui, mas não temos saídas para trabalhar inseridas no meio social.

Rádio Vaticano Como as monjas estão vivendo a Jornada Pró Orantibus?

Madre Escolástica - Nós mesmas vamos acolher aqui em nosso Mosteiro mais de 50 jovens que vão dormir aqui. Lógico, neste Ano da Fé, temos consciência de que nossa fé é viva, age. Nós acompanhamos através de nossa oração e também contribuímos como podemos, ou seja, acolhendo estas jovens que se hospedarão aqui conosco.

Consciência Negra: reflexão sobre a identidade nacional

POR: CNBB

ConscienciaNegra2012
O dia 20 de novembro, por meio da lei 10.639/2003, é o dia nacional da Consciência Negra. A escolha desta data é uma referência ao líder do Quilombo dos Palmares, Zumbi, morto nesta data no ano de 1695. “A homenagem a Zumbi foi mais do que justa, pois este personagem histórico representou a luta do negro contra a escravidão no período do Brasil Colonial”, avalia o coordenador nacional da Pastoral Afro-Brasileira, Pe. Jurandyr Azevedo de Araújo.

“Ele foi morto defendendo seu povo e sua comunidade. Os quilombos representavam uma resistência ao sistema escravista e também um forma coletiva de manutenção da cultura africana aqui no Brasil”, afirma Pe. Jurandyr. Zumbi recebeu, em 1996 o título de Herói nacional, e seu nome está inscrito no Livro do Aço, no Panteão da Liberdade e da Democracia, na praça dos Três Poderes, em Brasília (DF).

A comemoração do Dia da Consciência Negra é um momento importante de reflexão sobre a importância da cultura e do povo africano na formação da cultura nacional. De acordo com Jurandyr, os descendentes dos povos negros africanos colaboraram muito com a história do país em diversos aspectos. “A abolição da escravatura, de forma oficial, só veio em 1888. Porém, os negros sempre resistiram e lutaram contra a opressão e as injustiças advindas da escravidão”, afirma o sacerdote.

O papa João Paulo II, durante a visita a Santo Domingo em 1992, recordou que "A estima e o cultivo dos vossos valores Afro-americanos, enriquecerão infalivelmente a Igreja”. Por este motivo, a Pastoral Afro-Brasileira atua no processo de cidadania do povo negro. A CNBB, no documento 65, intitulado “Brasil: 500 Anos de diálogo e Esperança”, publicado em 2000, afirma que "acolher, com abertura de espírito as justas reivindicações de movimentos - indígenas, da consciência negra, das mulheres e outros - (...) e empenhar-se na defesa das diferenças culturais, com especial atenção às populações afro-brasileiras e indígenas" (CNBB, Doc. 65, nº 59).

terça-feira, 13 de novembro de 2012


Comissão para a Doutrina da Fé se reúne e debate o Subsídio Doutrinal

POR: CNBB


Comissao_Doutrina_da_Fe_2012Os integrantes da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), se reuniram no último dia 9 de novembro, em Brasília (DF), para avaliar o Congresso Teológico, que aconteceu em Curitiba (PR); preparar a reunião para janeiro de 2013; elaborar a pauta para a participação nas comemorações dos 60 anos da CNBB e tratar do Subsídio Doutrinal – “As razões da fé na ação evangelizadora”.
Esta foi a quinta reunião ordinária do ano. Segundo o assessor da Comissão, monsenhor Antônio Luiz Catelan, o tema central da reunião foi a elaboração do Subsídio Doutrinal. “Nas reuniões passadas definimos metas, e nesta última reunião de 2012 trouxemos o primeiro capítulo do subsídio, produzido pela equipe de peritos da Comissão, para a análise e reflexão dos coordenadores da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé”, concluiu o assessor.
Participaram da reuão o presidente da Comissão e arcebispo de Brasília, dom Sérgio da Rocha; o arcebispo de Salvador (BA), dom Murilo Krieger; o bispo de Amparo (SP), dom Pedro Carlos Cipolini, o bispo auxiliar de Belo Horizonte (MG), dom Wilson Angotti, além do assessor da Comissão, monsenhor Luiz Catelan.

CNBB apresenta versão oficial da tradução do Hino do Ano da Fé

POR: CNBB

anodafe_2013Após um cuidadoso trabalho de tradução e revisão, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulga a versão oficial do Hino da Fé para o Brasil. Trata-se de uma iniciativa das Comissões Episcopais Pastorais para a Liturgia e para a Doutrina da Fé, para que a canção seja usada pela Igreja no Brasil durante este Ano da Fé.

A seguir, reproduzimos o texto enviado pelas comissões, com um breve comentário sobre a canção.
CREIO, Ó SENHOR!
Breve comentário ao hino do Ano da Fé

Conhecemos bem o quanto a música e o canto são importantes para a compreensão e o aprofundamento das ideias, e o quanto são úteis para a divulgação de campanhas e de projetos. Seguindo o convite do Santo Padre, “queremos celebrar este Ano de forma digna e fecunda” (PF, 8). Por isso, o Ano da Fé não poderia ficar sem seu hino. Dele esperamos que ajude a marcar este “tempo de particular reflexão e redescoberta da fé” (PF, 4).

Divulgado pelo Pontifício Conselho para a Nova Evangelização, o hino circulou rapidamente pela internet, inclusive em uma versão portuguesa. Os assessores das Comissões Episcopais Pastorais para a Liturgia e para a Doutrina da Fé prepararam esta versão brasileira. Depois de avaliada pelos presidentes dessas Comissões e pelo Secretário Geral da CNBB, tornamos pública, para que seja usada pela Igreja no Brasil durante este Ano da Fé.

A súplica do pai que apresentou seu filho para ser curado por Jesus – “Eu creio, mas aumentai a minha fé” (Mc 9,24) – é assumida por todos nós. Desse modo, o hino é um grande pedido pela renovação e pelo crescimento da fé. Há uma particularidade a ser notada: a primeira parte da súplica está no singular: “creio, ó Senhor”.  E a segunda parte está no plural: “aumenta nossa fé”. Assim se destacam os vários aspectos da fé, que são aprofundados pelo Papa no número 10 da Porta Fidei: ao mesmo tempo ela é pessoal e eclesial, é um ato pessoal e tem conteúdo “objetivo”.

Outro elemento que se destaca pela repetição é a expressão “caminhamos”, que ocorre no início de cada estrofe. Na mesma Porta Fidei, Bento XVI nos recorda que, uma vez atravessado o limiar da porta, por meio do batismo, abre-se diante de nós um caminho que dura a vida toda e que se conclui com a passagem para a vida eterna (PF, 1). O povo brasileiro se identifica muito com as romarias, peregrinações, procissões e caminhadas. Elas são um símbolo da peregrinação espiritual que toda a nossa existência cristã: “não temos aqui cidade permanente, mas andamos à procura da que está para vir” (Hb 13,14). O modo como caminhamos é destacado de modo diferente a cada nova estrofe: cheios de esperança, frágeis e perdidos, cansados e sofridos, sob o peso da cruz, atentos ao chamado, com os irmãos e as irmãs. É um caminho feito em companhia, desafiador, é certo, mas dirigido pelas marcas dos passos de Nosso Senhor, como bem recorda a estrofe 4.

O caminhar da Igreja é marcado, portanto, pelos mistérios da vida de Cristo, reflexos do grande Mistério Pascal. Na sequência, nos são recordados: o Advento, o Natal, a Quaresma, a Páscoa, Pentecostes e o Reino definitivo. Do mistério do Filho de Deus feito homem é que a Igreja vive permanentemente. É a comunhão com Ele que orienta e anima toda a caminhada eclesial ao longo da história e, na grande comunhão dos santos, é também o que anima cada um dos fieis, pessoalmente.

Alguns títulos de Cristo são evocados, junto com os mistérios. Filho do Altíssimo, estrela da manhã, mão que cuida e que cura, o Vivente que não morre, Palavra, esperança da chegada. Desse modo o Mistério do Filho de Deus feito nosso irmão impregna toda a existência dos cristãos, na Igreja. Assim ele nos anima no caminho e nos conduz para a meta.

Esse caminhar é feito em companhia. Como companheiros são recordados, na sequência das estrofes: os Santos que “caminham entre nós”, Maria, “a primeira dos que creem”, os pobres que “esperam à porta”, os humildes que “querem renascer”, a Igreja que “anuncia o Evangelho”, o mundo, no qual se encontram sinais do Reino que “está entre nós”. Esta grande companhia de fé nos permite muitas e profundas reflexões: a comunhão dos santos, o significado da presença da Mãe de Jesus na vida da Igreja, os pobres, nos quais podemos servir ao próprio Cristo e pagar-lhe amor com amor, o espírito das bem-aventuranças expresso nos “humildes”. Como resume a última estrofe, trata-se da companhia de fé, de esperança e de amor que é a Igreja.

A consciência de que o hino expressa a súplica da Igreja que quer ser renovada na fé é expressa nos termos com os quais se conclui cada estrofe: pedimos, oramos, invocamos, suplicamos, rogamos, clamamos. A renovação eclesial e o impulso para a nova evangelização, objetivos principais do Ano da Fé (PF, 7-8), não serão alcançados simplesmente por nosso esforço. São dons da graça divina, que devemos suplicar com humildade e buscar com toda energia.

Valha-nos sempre a proteção da Virgem Maria, bem-aventurada porque acreditou (Lc 1,45).

O FIM DO MUNDO


Reflexões de Dom Alberto Taveira Corrêa, arcebispo de Belém do Pará

BELÉM DO PARÁ, segunda-feira, 12 de novembro de 2012(ZENIT.org) - Não é brincadeira! O mundo vai acabar! Com toda certeza, um dia Deus será tudo em todos, as coisas antigas passarão, contemplaremos o Filho do Homem vir nas nuvens com grande poder e glória (Mc 13,26). Mas... "quanto àquele dia, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas somente o Pai" (Mc 13,24-32).
É da segunda carta de São Pedro a recomendação: "O que esperamos, de acordo com a sua promessa, são novos céus e uma nova terra, nos quais habitará a justiça. Vivendo nesta esperança, esforçai-vos para que ele vos encontre numa vida pura, sem mancha e em paz. Considerai também como salvação a paciência de nosso Senhor" (2 Pd 3,12-15). Aliás, já vivemos no fim dos tempos, desde que veio o Senhor e Salvador, Jesus Cristo. Inaugurou-se, pela bondade de Deus, o tempo novo. Somos por ele chamados a viver nesta terra antecipando e apressando o dia de Deus (cf. 2 Pd 3,12).
Logo, nenhuma preocupação com o fim do mundo, mas muita ocupação em viver neste mundo com justiça e piedade. Quando se completar a obra, esta chegará ao seu término, será completa, chegará ao fim! Vale a pena buscar um roteiro de viagem para a caminhada nesta terra, ocupando-nos com o que constrói desde já o Reino de Deus, no qual também os seus filhos reinarão.
Temos uma virtude, que é dom de Deus recebido de presente no Batismo, a esperança, que nos dá a certeza de não estarmos num beco sem saída. Não fomos jogados neste mundo, como obra do acaso! Temos nome diante a face de Deus, somos reconhecidos e tratados como filhos e destinados à felicidade. O Pai do Céu fez este mundo como paraíso para suas criaturas, e é nossa missão lutar para que ele seja assim e para todos. Daí, faz parte da missão do cristão reconstruir, consertar, tomar iniciativa, espalhar o bem, semear por acreditar na colheita, não só aquela do final dos tempos, mas as muitas e sucessivas florações do jardim de Deus em torno a nós. Em qualquer etapa da viagem, a meta é certa!
Não perder tempo, mas preencher com amor a Deus e ao próximo cada instante da existência. Quem chega ao fim de um dia maravilhosamente cansado, depois de ter feito o bem, será feliz e realizado. Nem terá tempo para medo de escuridão ou dos inexistentes fantasmas que podem povoar a "louca da casa", a imaginação. Não terá medo da morte, pois sabe que ela um dia chegará no melhor momento da existência de cada pessoa. É que Deus, sendo Amor, colherá  a flor da vida de cada filho ou filha no tempo certo, pois para ele um dia é como mil anos e mil anos como um dia (Sl 89,4). Ninguém na ociosidade! Não perder tempo!
Ao longo da estrada, há sinais oferecidos por Deus, mostrando o rumo da viagem. Pode ser o irmão caído beira do caminho, um grito que pede atenção. Ali, há que descer da montaria de nosso orgulho ou falta de tempo, derramando o óleo e o vinho do afeto (Cf. Lc 10,30-37), dando o que pudermos para que aquele que caiu seja confiado à "estalagem" chamada Igreja, a quem cabe cuidar da humanidade até o Senhor voltar! Muitas vezes será a palavra anunciada, "oportuna e inoportunamente" (2 Tm 4,2), cujo som ecoa e chega ao ouvido e ao coração. Até o Senhor voltar, sinal será a comunidade que participa da Eucaristia, enquanto espera sua vinda, clamando quotidianamente "Vem, Senhor Jesus". Na Eucaristia, torna-se presente o sacrifício de Cristo, sua Morte e Ressurreição. Mesa preparada, irmãos acolhidos, Céu que se antecipa e nos faz missionários! Acolher a todos e fazer crescer a Igreja.
Quem escolhe o seguimento de Jesus Cristo prestará atenção nos "sinais dos tempos", aprendendo com as lições de sua história pessoal e dos acontecimentos. Para dar um exemplo, ao ler ou ouvir as notícias diárias de crises, crimes ou desastres, saberá ir além dos sustos ou escândalos. Ao invés de achar que o fim do mundo está chegando, porá mãos à obra, buscando todos os meios para que o dia de amanhã seja melhor do que hoje. Será sua tarefa ir além das eventuais emoções oferecidas pelos acontecimentos, para edificar com serenidade e firmeza o futuro. Se para tanto haveremos sempre de contar com a graça de Deus, que ninguém se esqueça de que, após a criação do mundo, o cuidado com tudo o que era "muito bom" (Cf. Gn 1,1-31) foi entregue ao homem e a mulher. Responsabilidade!
Mais ainda! Quem olha ao seu redor, verá que a viagem se faz em comunhão com outras pessoas. Ninguém tem todos os dons e todas as capacidades. O apóstolo São Paulo já ensinava, comparando com o corpo a vida da Igreja (Cf. 1 Cor 12,1-31) o jeito de partilhar com os outros na aventura da existência nesta terra. Enquanto caminhamos, é bom aprender as leis da eternidade, onde Deus será tudo em todos. Partilhar os dons e os bens,  superar a ganância e aproveitar todas as ocasiões para estar com os outros, construindo um mundo de irmãos. Na eternidade, não haverá luto, nem dor, egoísmo ou tristeza! É bom antecipá-la!
Assim, ouvir a Igreja que fala do fim dos tempos, será uma positiva provocação a todos os cristãos. Atenção aos avisos de trânsito na estrada do Reino definitivo: "A meta é certa!"; "Não perder tempo!"; "Acolher a todos e fazer crescer a Igreja!"; "Responsabilidade!"; "Antecipar os valores da eternidade!" Poderemos então rezar confiantes: "Senhor nosso Deus, fazei que nossa alegria consista em vos servir de todo o coração, pois só teremos felicidade completa servindo a vós, o criador de todas as coisas". Amém! Maranatha! Vem, Senhor Jesus! Amém!
Dom Alberto Taveira Corrêa
Arcebispo Metropolitano de Belém
fonte: Zenit.org

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

São Paulo: Seminário de Jovens Comunicadores 


Entre os dias 31 de novembro e 2 de dezembro, na FAPCOM, a Arquidiocese de São Paulo realizará uma edição local do Seminário de Jovens Comunicadores (promovido nacionalmente pela CNBB no início deste ano, em Brasília). O evento, no contexto de preparação para a Jornada Mundial da Juventude Rio 2013, contará com a assessoria do padre italiano Antonio Spadaro (assessor do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, da Cúria Romana, e editor da revista “La Civiltà Cattolica”).

Debatendo o tema “Nova Evangelização em tempos de rede”, o Seminário pretende colaborar na reflexão sobre os desafios e potencialidades das novas tecnologias de informação na transmissão da fé cristã católica.

Além das palestras de Padre Spadaro, os jovens participarão de um debate com ‘personalidades’ de redes sociais e, no domingo (2/12), após o almoço de encerramento, terão oportunidade de fazer um momento de convivência no Parque do Ibirapuera, com visita à exposição “Esplendores do Vaticano”. A participação no encontro deve ser solicitada através de inscrição e custa R$   50 (cinquenta reais).

Ainda no domingo, o Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, preside celebração eucarística de encerramento do Seminário e terá oportunidade de compartilhar com os jovens as experiências vividas por ele durante o Sínodo dos Bispos sobre Nova Evangelização.

Faça sua inscrição neste link: (https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?pli=1&formkey=dDB6QmN1VkJrak9OR1lNNGFocGk2RXc6MQ#gid=0)

As vagas são limitadas!

CUIDANDO DOS MAIS FRÁGEIS: OS NÃO NASCIDOS, OS POBRES E OS IMIGRANTES


Agenda da Igreja para o novo mandato de Obama inclui ainda a liberdade religiosa


 O diretor da assessoria de imprensa da Santa Sé, pe. Federico Lombardi, SJ, divulgou ontem que Bento XVI enviou uma mensagem ao presidente reeleito dos Estados Unidos, Barack Obama, através da Nunciatura Apostólicaem Washington. Os bispos católicos do país também enviaram uma mensagem ao chefe de Estado, recordando as urgências para a Igreja neste momento: o cuidado dos mais vulneráveis, incluindo os não nascidos, os pobres e os imigrantes.
Bento XVI felicitou o presidente pelo novo mandato e assegurou suas orações a Deus para que o assista nas grandes responsabilidades perante o país e a comunidade internacional, a fim de que os ideais de liberdade e de justiça, que guiaram os fundadores dos Estados Unidos da América, continuem iluminando o caminho do país.
Respondendo às perguntas dos jornalistas a propósito da reeleição de Obama, o porta-voz vaticano comentou: “Como todos sabemos, a tarefa do presidente dos Estados Unidos é de imensa responsabilidade, não só para o país, mas para todo o mundo, dado o papel dos Estados Unidos no âmbito internacional”.
Por sua vez, o cardeal Timothy Dolan, de Nova Iorque, presidente da Conferência Episcopal dos Estados Unidos, saudou o presidente Barack Obama neste 7 de novembro. Dolan prometeu que os bispos católicos norte-americanos oferecerão “suas orações para que Deus lhe dê força e sabedoria a fim de enfrentar os difíceis desafios que o país tem pela frente”.
E acrescentou: “Em especial, oramos para que sua excelência exerça o cargo na busca do bem comum, especialmente no cuidado dos mais vulneráveis dentre nós, incluídos os não nascidos, os pobres e os imigrantes. Continuaremos firmes na defesa da vida, do matrimônio e da nossa primeira e mais querida liberdade, a liberdade religiosa”.
“Oramos também para que sua excelência possa ajudar a restaurar o senso de civilidade e a ordem pública, para que as conversações públicas sejam imbuídas de respeito e caridade mútuos”.
(Trad.ZENIT)

MOMENTO DE ORAÇÃO EM PROL DA JMJ RIO 2013


Vigília dos jovens adoradores

Com o tema “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós" (Jo 1,14), o mesmo da JMJ de 2000, em Roma, a 12ª Vigília dos Jovens Adoradores convida os jovens à Igreja de Sant’Ana, no Centro do Rio, para mais um momento de oração em prol da JMJ Rio2013, nesta sexta-feira (9).
De acordo com site oficial da JMJ Rio 2013, o encontro começará com a Santa Missa, às 22h, presidida pelo padre Reginaldo Manzotti. A animação fica por conta do grupo Chamas, das Irmãs Paulinas.
 O Setor Juventude da Arquidiocese do Rio de Janeiro organiza a Vigília dos Jovens Adoradores, que tem como objetivos preparar espiritualmente a juventude do Rio, rezar pelos preparativos da JMJ Rio2013, pelos jovens e pelo Santo Padre.
Os participantes conhecerão um pouco mais da história de Santo Antônio de Santana Galvão, o Frei Galvão, um dos patronos da JMJ Rio2013, além disso, haverá um momento de estudo do catecismo e  os jovens são convidados a levar o catecismo jovem da Igreja Católica Youcat.
De todas as partes do mundo pode-se acompanhar a Vigília, que é transmitida ao vivo pela WEBTV Redentor.
(MEM)
Fonte: Zenit.org

quinta-feira, 8 de novembro de 2012


Saudação da Diocese de Patos ao seu Bispo Eleito, monsenhor Eraldo Bispo da Silva

POR: CNBB

Patos, 7 de novembro de 2012
"Eu mesmo irei em busca de minhas ovelhas e cuidarei delas... Farei surgir para elas um pastor. Ele as apascentará e lhes servirá de pastor" (Ez 34,11.23).
brasao_patosA Diocese de Patos exulta de alegria com a nomeação feita pelo Santo Padre o Papa Bento XVI do Reverendíssimo Pe. Eraldo Bispo da Silva para ocupar a cátedra desta sede Episcopal ora vacante. Na liturgia romana rezemos em um dos prefácios para a missa própria dos apóstolos: "Pastor eterno, vós não abandonais o rebanho, mas o guardais constantemente pela proteção dos Apóstolos. E assim a Igreja é conduzida pelos mesmos pastores que pusestes à sua frente como representantes de vosso Filho, Jesus Cristo, Senhor Nosso", isto confirma ainda mais a nossa feliz certeza de que, o Senhor nunca abandona o seu rebanho e por isso, nos alegramos com a nomeação do novo Pastor Diocesano.
O bispo eleito Dom Eraldo Bispo escolhido para ser  sucessor dos apóstolos vem para confirmar, animar, apascentar e conduzir o povo de Deus desta igreja Diocesana através do seu ministério episcopal e por isso, o esperamos   e o  saudamos com os mais sinceros e profundos sentimentos de otimismo. Alegramo-nos também por ele ser nosso conterrâneo, nascido no Cariri da nossa  Paraíba, no município de Monteiro e  em seguida por  sua disponibilidade de serviço e amor a Igreja para deixar  o seu presbitério, sua Diocese, para ser um missionário nas terras do sertão da Paraíba. Podemos ler estes fatos a luz da Palavra de Deus que afirma, “insondáveis são os pensamentos do Senhor”.
Nossa Igreja diocesana ao longo destes 53 anos foi e é marcada pela fé do povo, a doação do clero e, sobretudo a vida missionária de nossas comunidades. Como o redil  que espera o seu pastor e “cujas ovelhas, ainda que governadas por pastores humanos, são contudo guiadas e alimentadas sem cessar pelo próprio Cristo, bom pastor e príncipe dos pastores (cfr. Jo. 10,11; 1 Ped. 5,4), o qual deu a vida pelas suas ovelhas (cfr. Jo. 10, 11-15) LG 6”.  Nós o esperamos em nosso meio para exercer seu múnus episcopal, somando forças na perspectiva do maior crescimento do Reino de Deus. Os desafios para a nova Evangelização também estão presentes nesta diocese, mas com o protagonismo dos leigos  e das religiosas, a participação do clero e a motivação do nosso bispo Dom Eraldo, anunciaremos a pessoa de Jesus Cristo a todos através da práxis de uma “Igreja discípula e missionaria.”
Se antes rezávamos suplicando ao Senhor que enviasse um pastor para o nosso povo, a partir de hoje, estaremos unidos numa profunda comunhão  aquele que já é o nosso Pastor Diocesano por nomeação do Santo Padre e em cada santa missa, rezaremos na prece eucarística pelo bom êxito do seu pastoreio esperando ansiosamente o dia feliz de sua posse em nossa catedral Diocesana.
Nossa Senhora Da Guia, cuja mãe conduz seus filhos ao Cristo “caminho verdade e vida”, a ela confiamos  seu mais novo filho e  ela mesma o conduzirá a esta terra abençoada, cuja ermida ergue-se sob o vale das Espinharas desejando ardentemente aquele que vem em nome do Senhor. Seja bem vindo Dom Eraldo! Nosso povo te abraça.
Padre José Ronaldo Marques da Costa
Administrador Diocesano de Patos
Apelo de Bento XVI pela Síria: "Nunca é tarde para trabalhar pela paz"


Cidade do Vaticano (RV) – No final da Audiência Geral desta quarta-feira, o Papa voltou a pedir o fim do conflito na Síria, comunicando uma iniciativa da Santa Sé, com a presença em Damasco do Presidente do Pontifício Conselho Cor Unum.

Eis o apelo do Santo Padre:

“Continuo a acompanhar com apreensão a trágica situação de violência na Síria, onde não cessa o rumor das armas e aumenta a cada dia o número das vítimas e o imenso sofrimento da população, em especial dos que tiveram que abandonar suas casas.

Para manifestar a minha solidariedade e a de toda a Igreja à população na Síria e a proximidade espiritual às comunidades cristãs do país, era meu desejo enviar uma delegação de Padres Sinodais a Damasco. Infelizmente, diversas circunstâncias e fatos impediram a iniciativa nas modalidades auspiciadas, e por isso decidi confiar uma missão especial ao Cardeal Robert Sarah, Presidente do Pontifício Conselho Cor Unum. A partir de hoje até o dia 10 de novembro, ele se encontra no Líbano, onde se reunirá com Pastores e fieis das Igrejas que estão presentes na Síria; visitará alguns refugiados provenientes do país e presidirá uma reunião de coordenação das instituições caritativas católicas, às quais a Santa Sé pediu um esforço especial em favor da população síria, seja dentro, seja fora do país.

Enquanto elevo a minha oração a Deus, renovo o convite às partes em conflito e aos que prezam pelo bem da Síria a não poupar qualquer esforço na busca da paz e a perseguir, através do diálogo, os caminhos que conduzem a uma convivência justa, em vista de uma adequada solução política do conflito. Nunca é demasiado tarde para trabalhar pela paz!”

(BF)


Rádio Vaticano

Audiência: Homem, "mendigo de Deus"


 Cidade do Vaticano (RV) – Quarta-feira é dia de Audiência Geral. Milhares de fiéis e peregrinos se reuniram na Praça S. Pedro para ouvir a catequese de Bento XVI.

O tema proposto pelo Papa, prosseguindo o caminho de reflexão neste Ano da Fé, é sobre o homem que carrega em si um misterioso desejo de Deus. Desejo que, como diz o Catecismo da Igreja Católica, “está inscrito no coração do homem, porque o homem foi criado por Deus e para Deus”.

Muitos de nossos contemporâneos, disse Bento XVI, poderiam objetar dizendo que não sentem este desejo, que ele se tornou indiferente. Não é bem assim. Na verdade, este desejo nunca desapareceu e se manifesta de diferentes formas no coração do homem.

Mas o que pode realmente saciar o desejo humano? As experiências fundamentais, como o amor e a amizade, mostram que em todo desejo humano está o eco de um desejo maior, que nunca se satisfaz plenamente. E esta dinâmica do desejo testemunha que o homem é um ser religioso.

Também em nossa época, aparentemente fechada ao transcendente, se pode abrir um caminho ao autêntico sentido religioso da vida, que mostre como a fé não é absurda ou irracional. É necessário promover uma espécie de “pedagogia do desejo” que, ensinando o sabor das satisfações mais autênticas da vida, e a busca continua dos bens mais altos, seja dirigida, não a sufocar o desejo, mas a purificá-lo e libertá-lo, para que possa alcançar sua verdadeira profundidade. Quando no desejo se abre uma fenda a Deus, este já é um sinal da presença da fé na alma, que é um dom de Deus.

Em português, o Papa fez um resumo de sua catequese e saudou, em especial, os participantes de um Simpósio, no Rio de Janeiro, promovido pela Fundação Joseph Ratzinger:

Queridos irmãos e irmãs, o homem traz dentro de si um misterioso desejo de Deus. E embora muitos dos nossos contemporâneos possam objetar que não sentem tal desejo, este não desapareceu completamente do seu coração. Na verdade, por detrás dos mais diversos desejos que o movem, esconde-se um desejo fundamental que nunca está plenamente saciado. O homem conhece bem aquilo que não o sacia, mas não pode imaginar nem definir o que lhe faria experimentar aquela felicidade de que sente nostalgia no coração. O homem é um «mendigo de Deus» e, só em Deus, encontra a verdade e a felicidade que procura sem descanso. Por isso, não se trata de sufocar o desejo que está no coração do homem mas de o libertar, a fim de que possa alcançar a sua verdadeira altura. 

Saúdo cordialmente todos os peregrinos de língua portuguesa, em particular os fiéis brasileiros da paróquia Nossa Senhora da Penha e o grupo da diocese de Porto Alegre, para todos implorando uma vontade que procure a Deus, uma sabedoria que O encontre e uma vida que Lhe agrade. São os meus votos e também a minha Bênção.

Saúdo os Reitores, Professores, Autoridades e estudantes das diversas Universidades que amanhã, no Rio de Janeiro, começam o Simpósio sobre «Humanização e Sentido da Vida». Em um mundo em rápida mudança, é preciso ajudar o homem a descobrir, juntamente com o sentido da vida, a própria arte de viver. Faço votos de que os trabalhos destes dias mostrem como a razão, iluminada pela fé, é capaz de alargar o seu horizonte para enfrentar, com alegria, os grandes desafios da vida.

(BF)

Rádio Vaticano

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Pe. Márcio divulga Agenda Pastoral da Catedral - Novembro /2012


01 Qui - 12h – Missa na Catedral – Pe. Isaias
15h – ADORAÇÃO ao SS. Sacramento – Catedral
17h30 – Missa na Catedral – Mons. Antônio
19h30 – Terço dos Homens – Catedral
19h30 – Grupo de Oração São Pio X – PIO X
19h30 – Liturgia Jovem – (Espiritualidade e Partilha)
19h30 – Pastoral do Menor – (Encontro)

02 Sex - (1ª SEXTA) - FERIADO - COMEMORAÇÃO DE TODOS OS FIÉIS DEFUNTOS
17h – Missa de FINADOS – Pe. Márcio Henrique

Nota:
1. Não haverá expediente na Secretaria e Centro Pastoral, mas a Catedral abrirá para a missa da tarde

03 Sáb -8h – Oração do Ofício Divino (Capela do Santíssimo)
15h - Preparação de Pais e Padrinhos para o Batismo
14h – Encontro com os Adolescentes do EAC
15h – Pastoral Litúrgica da Catedral (Reunião)
16h – Pastoral Litúrgica do Pio X
19h30 – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique (Apresentação da nova Coordenação do EJC (J5).
20h – Casamento no Carmo – Pe. Cledson

04 Dom - DOMINGO DE TODOS OS SANTOS
8h30 – Missa no Carmo – Frade Carmelita
10h – Missa do Lar – Bispo Diocesano
11h – Batizados
17h – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique
18h – Missa do Pio X – Mons. Antônio
19h30 – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique

05 Seg - 16h – Missa no Carmo – Mons. Antônio
19h30 – Grupo de Oração Discípulos de Cristo – PIO X
19h30 – Pastoral Familiar
19h30 – Missa no Seminário – Pe. Márcio

06 Ter - 9h - CDP – Coordenação Diocesana de Pastoral
12h – Missa na Catedral – Pe. Isaias
14h – Grupo de Oração Viva Fé – PIO X
16h30 – Apostolado da Oração (Terço da Misericórdia)
17h30 – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique
19h30 – Reunião dos Servos dos Grupos de Oração – PIO X
19h30 – Reunião dos Servos do Grupo de Oração – Catedral
19h30 – Pastoral do Batismo (Reunião)
19h30 – Reunião com todos os Coordenadores do EJC
19h30 – Pastoral do Dízimo Catedral (Reunião)
19h30 – Ministros Ext. da Comunhão – Catedral (Coordenação c/ o Padre)
19h30 – Missa de Envio da V EC

07 Qua - 7h – Missa no HOSPITAL GERAL DA CLIPSI – Pe. Márcio
12h – Missa na Catedral – Pe. Isaias
16h – Confissões
17h30 – Missa na Catedral – Mons. Antônio
19h15 – Ministério de Teatro João Paulo II
19h30 – Grupo de Oração Catedral
19h30 – Acólitos de São Pio X (Reunião)
19h30 – Paraliturgia (Reunião de Planejamento)
19h30 – Pastoral da Catequese Catedral (Reunião de Catequistas)
19h30 – FORMAÇÃO DA ESCOLA DE MARIA (Lema do Mês da Bíblia)
19h30 – Reunião do Zonal Cidade - Secretariado

08 Qui - 12h – Missa na Catedral – Pe. Isaias
14h – Apostolado da Oração (Visita às Famílias)
15h – ADORAÇÃO ao SS. Sacramento – Catedral
15h – Missa em Sta. MADALENA – Pe. Márcio Henrique
16h – Pastoral da Visitação (Visita as Famílias)
17h30 – Missa na Catedral – Mons. Antônio
19h – ENCONTRO DOS COORDENADORES PAROQUIAIS
19h30 – Terço dos Homens – Catedral
19h30 – Pastoral dos Sofredores – Planejar 2013
19h30 – Liturgia Jovem – (Dinâmica e Partilha)
19h30 – Pastoral do Menor – (Encontro)
19h30 – Pastoral da Acolhida da Catedral (Reunião)

Nota:
1. Avisar que dia 15/11 não haverá missa ao meio dia

09 Sex - Dedicação da Basílica de Latrão (Catedral de Roma)
O ECC CATEDRAL ESTARÁ IMPLANTANDO O ENCONTRO NA PARÓQUIA DE QUEIMADAS
12h – Missa na Catedral – Pe. Isaias
14h30 – Pastoral dos Hospitais (Reunião)
15h – Encontro do Núcleo do Grupo AMO – PIO X
16h30 – Apostolado da Oração (Terço de Nossa Senhora)
17h30 – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique
18h – Pastoral da Visitação (Visita ao Comércio)
18h30 – FORMAÇÃO DA ESCOLA DE MARIA (Catecismo)
19h30 – Pastoral dos Noivos (Reunião)
19h30 – Oficina de Oração e Vida
19h30 – Acólitos da Catedral (Reunião)

10 Sáb – 5º ENCONTRO COM CRISTO – EC
8h – Oração do Ofício Divino (Capela do Santíssimo)
8h30 – Catequese de 1ª Eucaristia das crianças da Catedral
9h – Catequese de 1ª Eucaristia das crianças do PIO X
10h – Encontro para dois representantes de cada grupo de canto da Catedral
15h - Preparação de Pais e Padrinhos para o Batismo
14h30 – Pastoral da Pessoa Idosa (Com Idosos)
14h40 – Palestra em Queimadas – Pe. Márcio
15h – Pastoral Litúrgica da Catedral (Espiritualidade)
19h30 – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique : lançamento da CAMPANHA DO ALIMENTO 2012
19h30 – Casamento no Carmo – Pe. Evanilson
19h30 – Equipe Dirigente do ECC (Planejar Calendário 2013)

11 Dom - 32º DOMINGO DO TEMPO COMUM
5º ENCONTRO COM CRISTO – EC
DIA NACIONAL DA JUVENTUDE – Organizado pela Diocese no Colégio Estadual da Prata
Encontro Diocesano da Pastoral Familiar
8h – ENCONTRO DE NOIVOS
8h às 16h – CURSO DE TEATRO para novos integrantes
8h30 – Missa no Carmo – Mons. Antônio
10h – Missa do Lar – Bispo Diocesano
11h – Batizados
14h – Encontro com os Adolescentes do EAC
17h – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique
18h – Missa do Pio X – Pe. Isaias
19h30 – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique (5º Aniversário de implantação do Ministério de Teatro João Paulo II)

12 Seg - 16h – Missa no Carmo – Mons. Antônio
19h30 – Grupo de Oração Discípulos de Cristo – PIO X

13 Ter - 12h – Missa na Catedral – Pe. Isaias
14h – Grupo de Oração Viva Fé – PIO X
16h30 – Apostolado da Oração (Terço da Misericórdia)
17h30 – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique
18h30 – Pastoral da Pessoa Idosa (Líderes)
19h30 – Reunião dos Servos dos Grupos de Oração – PIO X
19h30 – Pastoral do Menor – (Confraternização Natalina)
19h30 – Reencontro do 5º EC

14 Qua - 12h – Missa na Catedral – Pe. Isaias
15h – Missa no HOSPITAL MATERNIDADE ISEA – Pe. Márcio
16h – Confissões
17h30 – Missa na Catedral – Mons. Antônio
19h15 – Ministério de Teatro João Paulo II
19h30 – Grupo de Oração Catedral
19h30 – Pascom (Planejar a divulgação da Festa da Padroeira)
19h30 – FORMAÇÃO DA ESCOLA DE MARIA (Lema do Mês da Bíblia)
19h30 – Pastoral da Catequese Catedral (Reunião de Catequistas)

15 Qui - FERIADO - Proclamação da República
8h - ASSEMBLEIA DIOCESANA - Curso de Atualização para Clero e Agentes (15 a 16) – Centro Dioc. D. Luís no Tambor
12h – Não haverá missa
17h30 – Missa na Catedral – Mons. Antônio

Nota:
1. Não haverá expediente na Secretaria e Centro Pastoral, mas a Catedral abrirá para a missa da tarde

16 Sex – 8h - ASSEMBLEIA DIOCESANA - Curso de Atualização para Clero e Agentes (15 a 16) – Centro Dioc. D. Luís no Tambor
Assembleia Regional NE II da Pastoral Familiar (Afogados – PE)
12h – Missa na Catedral – Pe. Isaias
16h30 – Apostolado da Oração (Terço de Nossa Senhora)
17h30 – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique
18h30 – FORMAÇÃO DA ESCOLA DE MARIA (Catecismo)
19h30 – Oficina de Oração e Vida
19h30 – Acólitos da Catedral (Reunião)

17 Sáb - 8h – Oração do Ofício Divino (Capela do Santíssimo)
8h30 – Catequese de 1ª Eucaristia das crianças da Catedral
9h – Catequese de 1ª Eucaristia das crianças do PIO X
15h - Preparação de Pais e Padrinhos para o Batismo
14h – Encontro com os Adolescentes do EAC
16h – Pastoral do Batismo (Confraternização)
18h – Casamento no Carmo – Pe. Cledson
19h30 – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique

18 Dom - 33º DOMINGO DO TEMPO COMUM
8h30 – Missa no Carmo – Pe. Márcio Henrique
10h – Missa do Lar – Bispo Diocesano
11h – Batizados
17h – Missa na Catedral – Mons. Antônio
18h – Missa no Pio X – Pe. Márcio Henrique
19h30 – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique

19 Seg - 16h – Missa no Carmo – Mons. Antônio
16h – Missa pelos 10 Anos de Sacerdócio do Pe. Severino Ramos Barbalho da Paróquia do Ingá - PB
19h30 – Grupo de Oração Discípulos de Cristo – PIO X
19h30 – Pastoral Familiar (Estudo)

20 Ter - 12h – Missa na Catedral – Pe. Isaias
14h – Grupo de Oração Viva Fé – PIO X
16h30 – Apostolado da Oração (Terço da Misericórdia)
17h30 – Missa na Catedral (Mãe Rainha) – Pe. Márcio Henrique
19h30 – Reunião dos Servos dos Grupos de Oração – PIO X
19h30 – Reunião dos Servos do Grupo de Oração – Catedral
19h30 – Missa de Formatura na Catedral – Enfermagem UNESC

Nota:
1. Avisar que a missa do meio dia não acontecerá durante a Festa da Padroeira. Retomará dia 11/12

21 Qua - Apresentação de Nossa Senhora
12h – Missa na Catedral – Pe. Isaias
16h – Confissões
17h30 – Missa na Catedral – Mons. Antônio
19h15 – Ministério de Teatro João Paulo II
19h30 – Grupo de Oração Catedral
19h30 – FORMAÇÃO DA ESCOLA DE MARIA (Lema do Mês da Bíblia)
19h30 – Pastoral da Catequese Catedral (Reunião de Catequistas)
19h30 – Paraliturgia (c/ o Padre)
19h30 – Conselho Diocesano do ECC

22 Qui - Dia Nacional de Ação de Graças (Quarta 5ª feira de novembro)
12h – Missa na Catedral – Pe. Isaias
14h – Apostolado da Oração (Visita às Famílias)
14h30 – Pastoral da Visitação (Confraternização)
15h – ADORAÇÃO ao SS. Sacramento – Catedral
17h30 – Missa na Catedral – Mons. Antônio
19h30 – Terço dos Homens – Catedral
19h30 – Grupo de Oração São Pio X – PIO X
19h30 – Pastoral dos Sofredores – Planejar Natal
19h30 – Liturgia Jovem – (Formação)
19h30 – Pastoral do Menor – (Encontro)
19h30 – 3º ENCONTRÃO ECC (Como educar os filhos nos dias de hoje e apresentação da nova Equipe Dirigente)

23 Sex - Cenáculo para Homens – Comunidade PIO X (23 a 25)
12h – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique
15h – Encontro do Núcleo do Grupo AMO – PIO X
16h30 – Apostolado da Oração (Terço de Nossa Senhora)
17h30 – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique
18h30 – FORMAÇÃO DA ESCOLA DE MARIA (Catecismo)
19h30 – Oficina de Oração e Vida
19h30 – Casamento – Pe. Márcio

24 Sáb - 8h – Oração do Ofício Divino (Capela do Santíssimo)
8h30 – Catequese de 1ª Eucaristia das crianças da Catedral
9h – Catequese de 1ª Eucaristia das crianças do PIO X
10h – MISSA COM AS CRIANÇAS DA CATEQUESE
15h - Preparação de Pais e Padrinhos para o Batismo
14h – Encontro com os Adolescentes do EAC
14h30 – Pastoral da Pessoa Idosa (Com Idosos)
15h – Pastoral Litúrgica da Catedral (Reunião)
19h30 – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique
20h30 – Casamento no Carmo – Pe. Márcio Henrique

25 Dom - DOMINGO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO REI DO UNIVERSO
8h30 – Missa no Carmo – Pe. Márcio Henrique
10h – Missa do Lar – Bispo Diocesano
11h – Batizados
17h – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique
18h – Missa do Pio X – Mons. Antônio
19h30 – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique

Note:
1. Abertura da Campanha para a Evangelização
2. Diante do Santíssimo Sacramento exposto, convém renovar o Ato de Consagração do gênero humano a Jesus Cristo Rei.
26 Seg - 16h – Missa no Carmo – Mons. Antônio
19h30 – Grupo de Oração Discípulos de Cristo – PIO X

27 Ter - 12h – Missa na Catedral – Pe. Isaias
14h – Grupo de Oração Viva Fé – PIO X
16h30 – Apostolado da Oração (Terço da Misericórdia)
17h30 – Missa na Catedral – Pe. Márcio Henrique
19h30 – Reunião dos Servos dos Grupos de Oração – PIO X
19h30 – Missa de Formatura de Fisioterapia da UEPB na Catedral

Nota:
1. Avisar que a missa do meio dia retorna dia 11 de dezembro

28 Qua - 12h – Missa na Catedral – Pe. Isaias
16h – Confissões
17h30 – Missa na Catedral – Mons. Antônio
19h15 – Ministério de Teatro João Paulo II
19h30 – Grupo de Oração Catedral
19h30 – Ministros Extraordinários de São Pio X (Reunião)
19h30 – Pastoral da Catequese Catedral (Reunião de Catequistas)
19h30 – FORMAÇÃO DA ESCOLA DE MARIA (Lema do Mês da Bíblia)

29 Qui - 12h – Ofício de Nossa Senhora
19h30 – MISSA DO NOVENÁRIO FESTA DA PADROEIRA - Pe. Márcio
Todos os grupos são convidados para a solene abertura da Festa.
Chegada da Imagem Nossa Senhora da Conceição na Catedral
Hasteamento das Bandeiras

30 Sex - Santo André, Apóstolo
12h – Ofício de Nossa Senhora
19h30 – MISSA DO NOVENÁRIO FESTA DA PADROEIRA – Pe. José Hermes (Santo Antônio)


FESTA DA PADROEIRA DE CAMPINA GRANDE - 2012
MÃE E PADROEIRA
NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO


1º Dia: 29/11 – Quinta-feira
Tema: Com Maria, a escolhida de Deus!
12h – Ofício de Nossa Senhora
19h30 – Novena e Missa
Celebrante: Pe. Márcio Henrique Mendes Fernandes


2º Dia: 30/11 – Sexta-feira
Tema: Com Maria, acreditamos nas coisas de Deus!
12h – Ofício de Nossa Senhora
19h30 – Novena e Missa
Celebrante: Pe. José Hermes Fernandes de Macedo


3º Dia: 01/12 – Sábado
Tema: Com Maria, ficamos repletos de Deus!
12h – Ofício de Nossa Senhora
19h30 – Novena e Missa
Celebrante: Pe. Dezenilto da Silva Santos
4º Dia: 02/12 – Domingo – 5º Aniversário de Dedicação da Catedral
Tema: Com Maria, acolhemos os necessitados de Deus!
10h – Missa – Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, OFM,Cap
17h – Missa – Mons. Antônio Apolinário Batista
19h30 – Novena e Missa
Celebrante: Pe. Romualdo Vieira de Lima

5º Dia: 03/12 – Segunda-feira
Tema: Com Maria, temos Fé no Deus libertador!
08h – Ofício de Nossa Senhora
19h30 – Novena e Missa
Celebrante: Pe. Paulo Sérgio Araújo Gouveia

6º Dia: 04/12 – Terça-feira
Tema: Com Maria, somos felizes pelo nascimento de Jesus, Deus conosco!
08h – Ofício de Nossa Senhora
19h30 – Novena e Missa
Celebrante: Pe. Dagnaldo Alexandre de Oliveira, SCJ

7º Dia: 05/12 – Quarta-feira
Tema: Com Maria, nos consagramos na fidelidade a Deus!
12h – Ofício de Nossa Senhora
19h30 – Novena e Missa
Celebrante: Pe. José Ribamar Ericeira Nunes, SCJ

8º Dia: 06/12 – Quinta-feira
Tema: Com Maria, a FÉ busca Deus!
12h – Ofício de Nossa Senhora
19h30 – Novena e Missa
Celebrante: Pe. Gesner José Coube, CP e Comunidade Passionista

9º Dia: 07/12 – Sexta-feira
Tema: Com Maria, sou discípulo-missionário de Deus!
12h – Ofício de Nossa Senhora
19h30 – Novena e Missa
Celebrante: Pe. José Vanildo Medeiros

Dia: 08/12 – Sábado – FESTA SOLENE
Tema: Com Maria, minha FÉ dá SIM a Jesus!
07h – Missa da Alvorada
Celebrante: Pe. Claudeci Silva Soares
08h – 12º Café com Maria
10h – Missa Solene
Celebrante: Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, OFM,Cap
16h – Procissão
17h – Missa do Parque do Povo
Celebrante: Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, OFM,Cap

Sejamos Solidários!

Projeto Solidariedade e Partilha: 5ºANO
Campanha do Alimento 2012 - "Dai-lhes vós mesmos de comer" (Mt 14, 16)

De 10 de novembro a 15 de dezembro estaremos recolhendo alimentos não perecíveis na Secretaria da Paróquia.

Pe. Márcio Henrique
Pároco da Catedral